Como são as cidades mais sustentáveis do mundo?

191

Cidades preocupadas com o meio ambiente estão crescendo aos poucos. É super bacana perceber que a gestão de uma cidade (coisa grande!) inteira está se empenhando em se tornar um local amigo da natureza e de seus recursos!

Neste post, vou falar um pouquinho de algumas das cidades mais sustentáveis do mundo, espalhadas por diversos continentes. Quero que a gente se inspire e cobre das autoridades responsáveis um compromisso real com o meio ambiente, seja na cidade que for! Vamos lá?

 

Freiburg – Alemanha

Freiburg é uma loucura! Como se trata de uma cidade fria, o aquecimento era um dos maiores responsáveis pelo consumo de energia. A solução? “Casas passivas” que dispensam aquecedores. 

Trata-se de construções isoladas com espuma, vidros três vezes mais grossos e selagem externa. 

Ao entrar, o ar é aspirado por um funil. Desta forma, o calor quente que sai é transferido para o ar frio que entra. Este calor quente vem de atividades como cozinhar, acender luzes, se movimentar, entre outros. 

 

Vancouver – Canadá

Vancouver é tradicionalmente uma cidade sustentável – e quer ser ainda mais em 2020! O plano é que, até 2050, Vancouver esteja livre de combustíveis fósseis. O compromisso já foi estabelecido!

Hoje em dia, Vancouver é considerada a cidade dos parques, com mais de 200 áreas verdes. Além disso, é uma das cidades da América do Norte com menor emissão de gás carbônico.

Além disso, o governo disponibiliza informações sobre como as pessoas podem ajudar a reduzir o impacto ambiental de suas casas. Quem utiliza energia solar recebe incentivos. Super legal, não é?

 

São Francisco – Estados Unidos

Nos Estados Unidos, São Francisco foi pioneira no abandono de sacolas plásticas. Lá, produção e venda de brinquedos que contenham produtos químicos em suas formulações são proibidos.

O uso de bicicletas é incentivado e boa parte da população se locomove assim. A cidade é considerada uma das mais sustentáveis do mundo graças a um projeto de instalação de painéis de energia em prédios públicos, aprovado em 2011. 

 

Curitiba – Brasil

Finalmente, uma cidade brasileira para chamar de sustentável, e por um bom motivo: 70% da população utiliza transporte público. 

Além disso, Curitiba perde apenas para Copenhague, na Dinamarca, na cidade que menos emite dióxido de carbono per capita.

Além disso, parques e áreas verdes em geral correspondem a 51 metros quadrados por habitante!

É claro que existem outras cidades sustentáveis pelo mundo, e você encontra essas informações facilmente. 

Torço muito para que tais iniciativas se espalhem cada vez mais. Falta muito para chegarmos no “suficiente”. Precisamos lançar mão de um esforço conjunto de conscientização para a sustentabilidade. Posso contar com você? Espero que sim!

 

Um abraço e até mais,

Maria Virou Eco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite o seu nome aqui