Viver de forma sustentável NÃO sai caro!

209

Muitos ainda acreditam que viver de forma sustentável é caro e, por isso, não aderem a estilos de vida mais conscientes. E eu estou aqui para acabar com esse mito: você não precisa de uma fortuna para consumir com responsabilidade ambiental!!

Na verdade, o problema está quase sempre nessa palavra: consumo. É comum que a sustentabilidade seja associada à compra de produtos “verdes”, mas a vida sustentável tem muito mais a ver com suas ações e atitudes diárias. Esse pensamento se enraizou na mente das pessoas, principalmente, por conta do greenwashing.

O greenwashing é a palavra que define o uso indevido da pauta sustentabilidade por empresas. É uma prática de organizações desonestas que se associam ao termo “eco” para obter vantagem competitiva e crescer em vendas, mas, de fato, não se preocupam com o âmbito ecológico.

Assim, essas instituições aumentam o preço de venda, pois sabem que vão ter maior apelo de mercado ao sugerir uma preocupação ambiental. Dessa forma, cria-se no imaginário dos consumidores, uma associação entre produtos “verdes” e um alto investimento, afastando muitos potenciais aderentes à causa.

Contudo, o estilo de vida consciente está mais relacionado ao nosso comportamento diário e à consciência de como as coisas são produzidas. Podemos, por exemplo, praticar atividades simples, mas que fazem um grande efeito quando vemos um plano geral. 

Muitas vezes essas ações não custam absolutamente nada, como comer frutas e verduras da estação, separar corretamente o lixo gerado em casa, escolher caixas de papelão no supermercado ao invés de sacolas plásticas, não utilizar saquinhos para acomodar as frutas e muitos outros exercícios práticos.

A mudança está em cada ínfimo detalhe que nem nos damos conta. Assim, conseguimos buscar alternativas mais sustentáveis em cada pequena ação da nossa rotina. Aliás, comprar somente aquilo que é necessário também é uma atitude que favorece a sustentabilidade. 

Realmente não se trata apenas de consumir produtos ecofriendly. O problema é que a sociedade entendeu por muito tempo que a melhora (de poder aquisitivo e status, de estilo de vida ou em qualquer dimensão possível) vem através do processo de compra.

O consumo não deve ser a solução mais notória para a problemática da sustentabilidade, mas sim a transformação no pensamento coletivo e a reflexão do que é possível ser feito com aquilo que já temos.

Não se pode negar, entretanto, que alguns produtos sustentáveis são realmente mais custosos que os convencionais. Aqui, a lógica do equilíbrio também se aplica. Adquira na medida que puder, somente a quantidade necessária e que, de fato, fará mudanças na sua rotina. Não precisamos ter dez canudos reutilizáveis ou um kit sustentável de cada cor!

Além disso, buscar viver de forma sustentável pode trazer muitos benefícios não somente para o meio ambiente, como para todos nós, veja alguns:

  • Ter a sua própria hortinha: além de um exemplo de recurso sustentável, a horta pode trazer economias para o seu bolso. É uma oportunidade de se conectar com a natureza e também com as pessoas ao seu redor.

 

  • Descobrir aquilo que é realmente importante para você: quando você tem um estilo de vida mais consciente, descobre o que faz sentido de manter na sua vida e o que não é necessário e pode desapegar. A vida fica tão mais leve!

 

  • Economias e mais economias: como você pode ver, uma vida sustentável pode te trazer na verdade uma ótima redução de gastos! Atitudes assim, que impactam positivamente tantas áreas da nossa rotina, acaba incentivando muitas outras pessoas!

Então saiu o nosso veredito final: viver de forma sustentável realmente NÃO sai caro! Pode se jogar e começar hoje mesmo a sua vida eco!!

 

Um grande beijo,

Maria Virou Eco.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário
Por favor digite o seu nome aqui